» Quem sou Eu

VIDA E OBRA

Biografia

Daniela Rezende Seixo de Brito Mendes Fernandes, mais conhecida como Daniela de Brito, nasceu em 26 de março de 1972 na cidade de Goiânia-Goiás. Primogênita do casal Ronaldo Coutinho Seixo de Brito e Maria das Dôres Rezende Seixo de Brito, sempre foi uma criança alegre, inteligente e muito levada, levada da breca. Seu pai um empresário empreendedor e político engajado, sua mãe uma dona de casa dedicada e doce. Educaram Daniela com muito carinho, amor e exemplo de valores nobres de família, solidariedade e retidão.

Só quando tinha seus dois anos nasceu seu primeiro irmão Ronaldo Júnior, e um ano depois a sua irmã Isabella.

Aos quase quatro anos seus pais a matricularam em um centro de artes, onde ela cursou Artes Plásticas, Ballet Clássico, Ballet Contemporâneo, Jazz, Sapateado, Teoria Musical, História da Arte, Piano Clássico e Moderno. Daniela sempre foi uma criança muito ativa, fazendo questão de envolver-se em projetos diversos, mesmo, às vezes, com a timidez tentando impedi-la. Estimulada pela veia artística de sua avó, a escritora e artista plástica Célia Coutinho Seixo de Brito, a menina adorava desenhar, pintar, escrever, dançar. Participava, durante o período de férias escolares, de cursos de artes com renomes como Norma Caiado, Neusa Moraes, Heloísa Coutinho.

No auge dos seus treze anos ganhou mais uma irmã, Maria Célia, da qual é madrinha de batismo. Como presente de nascimento, escreveu seu primeiro livro: um caderninho onde apresentava a vida e os sentimentos dos seres humanos à sua querida afilhada. E assim continuou sua jornada: escrevendo, lendo, criando, pintando, dançando!...

Também formada em inglês por escola conceituada de Goiânia, fez natação, cursos de pintura, modelagem, pátina e outros... A partir de treze anos começou sua carreira como Dança-Educadora.

Em 1990 passou no vestibular da Universidade Federal de Goiás no curso de Artes Visuais, sendo aluna de artistas como Carlos Sena, Cléa Costa, Adelmo Café, Neusa Moraes, Maria Paulina, Ciça Fittipaldi, Selma Parreira, entre outros. Juntamente com o curso começou sua carreira como Arte-Educadora em escolas particulares e projetos sociais. Em 1994, graduou-se na UFG. Teve um ateliê de moda com tecidos exclusivos estampados por ela mesma.

Aos dezenove anos conheceu o paulista, de Ribeirão Preto, Fábio Mendes Fernandes, quando este veio morar em sua cidade e por quem se apaixonou. Casaram-se em dezembro de 1996. Desta união nasceram João Vítor em agosto de 2002 e João Gabriel em abril de 2004. No nascimento de cada filho e na dedicação primorosa a eles, sempre, a vivência da maternidade foi tão intensa que esse amor de mãe era suficiente para preencher toda a sua vida.

Sempre escrevendo, iniciou um projeto pessoal em 2002, quando relatava em caderninhos de família, os acontecimentos rotineiros de seus filhos, bem como suas conquistas: primeira palavra; sapequices como pular na piscina sem mesmo saberem nadar; amiguinhos imaginários que surgem sabe-se lá de onde, perguntas inimagináveis que só a ingenuidade espontânea das crianças pode ousar; exclamações surpresas ao não entenderem as maluquices ditas pelos adultos. Desses arquivos desenvolveu sonhos e magia propostos por ela mesma e por seus filhos, sua inspiração constante e pessoal. Idéias mirabolantes, viagens quase impossíveis. Surgiram, então, os dez volumes da Coleção Menino João, dos quais quatro foram lançados em 7 de outubro de 2008, em noite repleta de crianças acolhidas por palhaços, malabaristas, contadores de histórias e muito carinho da escritora.

Apesar de estreante, seus livros já foram adotados por várias escolas de tradição e competência na capital do estado, e a autora tem recebido alguns convites de escolas fora de sua cidade. Educadora por vocação está sempre cercada por seus alunos e alunas, crianças, jovens e adolescentes os quais recebe sempre com um carinho especial e aos quais dedica idéias, ideais, vida. Além dos seis livros finais da Coleção Menino João, em andamento, tem em arquivo poemas e poesias dedicados aos pequeninos leitores como projeto futuro. Paralelamente à dedicação aos pequeninos, está concebendo para os adolescentes, um livro contando com a grande colaboração de suas alunas que estão se empenhando na sua realização. É com carinho que respondem questionários desenvolvidos pela escritora como fonte de pesquisa para que o texto se aproxime cada vez mais da realidade adolescente sendo uma manancial de prazer, encontro e cumplicidade dessa fase tão cruel e ao mesmo tempo tão repleta de encantos.

Daniela de Brito é uma escritora em ascensão, trilhando um caminho de sonhos e envolvimento com seus leitores . Prova de amor à literatura.

 

“Desde cedo me envolvo com a arte. Acho que desde que nasci correm tintas, movimentos e poesia em minhas veias. Sou Artista Plástica formada pela UFG, e também Arte-Educadora e Dança-Educadora.

Meus filhos falam que virei escritora. Escrever, sempre escrevi, mas literatura infantil foi por causa deles. Adoro inventar histórias, ainda mais quando as idéias partem de suas cabecinhas mirabolantes. Quero escrever sempre e me sentir mais feliz a cada dia, por me fazer criança e levar a alegria da infância para pequeninos e grandinhos!”

Daniela de Brito

 
Clique Aqui!